Quem somos

Quem somos

Somos uma ILPI filantrópica, estruturados para atender idosos, preferencialmente, em grau I e II de dependência. Nosso foco é proporcionar aos idosos um atendimento qualificado e especializado 24 horas por dia através da nossa equipe multidisciplinar qualificada.

Histórico da Casa 

A história do Lar Santa Maria da Paz começou em 1910, com a vinda das Irmãs do Sagrado Coração de Jesus de Curitiba – PR, para dar início a obra de um hospital asilo, como não obtiveram recursos elas retornaram ao PR. Em 1918, as Irmãs da Divina Providência deram início às atividades do Colégio Espírito Santo e a formação de noviças. O colégio funcionou entre os anos de 1972 a 1973 quando as atividades do colégio foram encerradas e a estrutura foi vendida para quatro médicos. Em 1991 a Irmã Terezina, percebendo a necessidade latente e solicitação dos moradores locais para que houvesse um local adequado para acolher pessoas idosas e carentes buscou ajuda financeira e, junto da comunidade, fundaram o CAES (Centro Assistencial Espírito Santo). Para que fosse possível a aquisição do imóvel, houve ajuda de diversas empresas da região e também do poder público municipal e estadual e quando a obra estava em andamento começaram a busca por alguma congregação que pudessem executar e gerir a obra. Então, em 1995, as Irmãs da Congregação das Irmãzinhas dos Anciãos Desamparados, formada por religiosas vindas da Espanha, passaram a administrar a instituição. Elas trabalhavam exclusivamente com acolhimento de pessoas idosas de toda a região. Por 18 anos as Irmãs gerenciaram as atividades de atendimento aos idosos, porém em setembro de 2013 elas enviaram uma carta às autoridades municipais e a Igreja informando sua saída da administração da entidade. Em abril de 2014 a Associação Casa Irmã Dulce assumiu o comando do Lar, sendo assinado contrato de comodato por 30 anos entre CAES e Associação que passou a gerenciar a instituição até os dias atuais. A Instituição oferece aos idosos vários tipos de oportunidades e entretenimentos. Entre eles, destacamos: aulas teóricas e práticas em artes em madeiras, através de duas instrutoras voluntárias, também aulas de alfabetização; aulas teóricas e práticas em artes de pinturas em tecidos, através de duas voluntárias; eventos de diversão e de entretenimentos todos os sábados, proporcionados por três grupos de interação, incluindo lanche com café; projeto de habilidades de estudos, em parceria com o SESC de Tijucas, para todos os idosos; e Cão terapia em parceira com o Corpo de Bombeiros de Tijucas. A Associação também realiza projetos sociais em sua comunidade, destacando-se os seguintes: empréstimo para a comunidade de cadeiras de rodas, camas hospitalares, muletas, auxiliares e outros itens ortopédicos; trocas destes mesmos equipamentos com outras instituições, caso não estejam em usos, para não deixar de atender a quem necessita; doações de roupas para entidades que fazem trabalhos sociais, tais como: Casa Lar de Tijucas-SC, Aldeia Indígena em Biguaçu-SC e Imigrantes Haitianos em Tubarão-SC; e doações de alimentos não perecíveis e roupas excedentes para a comunidade Bethânia, Comunidade Terapêutica São Lourenço, Hospital São José de Tijucas, Orianópolis e para o Projeto FIA do Centro Assistencial Espírito Santo.


Missão:

Acolher e garantir assistência material, moral, social e espiritual aos idosos carentes sem distinção de crença, raça, sexo, cor ou nacionalidade. Assegurando sua autonomia física e mental.

Visão:

Ser uma instituição de referência no Brasil como o melhor lugar para se viver e trabalhar.

Valores:

Credibilidade; Qualidade; Respeito; Responsabilidade e Sustentabilidade.


Conheça quem faz acontecer

Diretoria, Conselho Fiscal e Conselho Consultivo

  • Luiz Carlos Santana Filho – Presidente
  • Romeu Gomes Mendes – Vice Presidente
  • Tainá Terezinha Coelho – 1º Secretária
  • Cleber Farias Gomes – 2º Secretário
  • Paulo Luiz Sonego – 1º Tesoureiro
  • João Paulo Santana – 2º Tesoureiro

Conselho Fiscal

  • Inês Benatti
  • Valmor da Silva
  • Venésio Lourenci

Suplentes do Conselho Fiscal

  • Paulo Ricardo Figueiredo
  • Vita João Luiz de Souza

Conselho Consultivo

  • Arlete Laguna Zótico


Transparência

Transparência é uma necessidade de nos comunicarmos de forma objetiva e clara com nossos funcionários, sociedade civil e nossos parceiros. Além de reforçar nosso alinhamento com normas nacionais e internacionais de compliance e reforçar nossa adesão aos ODS da ONU, principalmente, o ODS 16 que visa “Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis”